Laboratório de Minerais Pesados

O Laboratório de Minerais Pesados tem por fim o preparo de amostras de sedimentos, principalmente coletado de depósitos aluvionares, visando sua identificação para posteriores estudos sobre suas características morfológicas e química mineral, os quais deverão fornecer dados importantes sobre sua área de proveniência.

Tal estudo começa em trabalhos de campo, onde o sedimento é coletado, através de uma pré-concentração usando-se peneira e bateia (fotos 1 e 2)




No laboratório esse material é secado, e separado em granulometrias diversas, com jogo de peneiras sobre mesa vibratória (Foto 3), as quais vão permitir diferentes tipos de interpretações. Em geral, o material entre 0,25 e 0,50 mm é separado para concentração dos minerais pesados com líquidos densos, em funil "tipo-pera" (Foto 4), dentre os quais o mais utilizado é o bromofórmio. Assim, consegue-se eliminar quartzo, feldspatos e micas, os minerais mais comuns na natureza, de minerais comercial e/ou cientificamente interessantes.




Após esses procedimentos, os minerais ou são separados em função de suas susceptibilidades eletromagnéticas no "Separador "Frantz" (Foto 5) ou diretamente na lupa binocular (Foto 6), equipamentos disponíveis no laboratório para a comunidade.





Por último, esses minerais serão estudados na Microssonda Eletrônica, uma aparelhagem capaz de dosar quimicamente quantidades ínfimas de material mineralógico (Foto 7). Tal equipamento, implantado no Dep. de Física do ICEX/UFMG, tem o CPMTC como um dos consorciados de seu funcionamento, sendo o coordenador do Laboratório de Minerais Pesados também o representante legal naquele laboratório.




Projetos em Desenvolvimento no Setor

  • "Minerais de pegmatitos da região nordeste de Minas Gerais" - Tese de Doutoramento de Luiz Alberto Menezes Dias.

  • "Geologia, litofaciologia e mineralogia dos meta-conglomerados diamantíferos da região de Diamantina (Minas Gerais)" - Tese de Doutoramento de Marcio Célio Rodrigues da Silva.

  • "Geologia e mineralogia do diamante da região do Rio Borrachudo (Tiros, MG)" - Dissertação de Mestrado de Luis Alberto de Deus Borges.

  • "Mineralogia da brazilianita em depósitos de Minas Gerais" - Dissertação de Mestrado de Luiz Antônio Gomes da Silveira.

  • "Mineraloquímica dos minerais pesados indicadores de diamantes nas províncias diamantíferas do Alto Paranaíba e Serra da Canastra (Minas Gerais)" - Trabalhos de Iniciação Científica/Estágio de Jonas Carvalho Silveira (Geologia) e Raphaela de Freitas Marra (Eng. de Minas).

Contato

Sala 1024 e 1026

Coordenador: Prof. Mario Luiz Chaves (mlschaves@gmail.com)

E-mail do laboratório: mlschaves@gmail.com